Projetos

Movimento pelas Serras e Águas de Minas (MovSAM)

“Água vale mais que minério!” no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais

Minas Gerais

Objetivos e público alvo

Garantir a segurança hídrica no Quadrilátero Ferrífero por meio da realização de campanha territorial que defenda a água como direito humano essencial à vida, em contraponto à destruição dos aquíferos feita agressivamente pelas mineradoras.

Atividades principais

  • Encontro de lideranças: nivelamento territorial, planejamento coletivo, roteiro para encontros locais e definição de agenda.
  • Encontros locais: nivelamento local, registro dos conflitos (ou ameaças), elaboração de plano de ação para visita de intercâmbio, definição de como será a aplicação dos recursos disponíveis para o ato local.
  • Visitas de intercâmbio entre os territórios com realização de atos locais.
  • Ato territorial de massa em Belo Horizonte (criação do Dia do Quadrilátero Aquífero).
  • Elaboração e protocolo de dossiê-denúncia.
  • Criação de mídias sociais e produção periódica de conteúdos.

Contexto

A região central de Minas Gerais, conhecida como Quadrilátero Ferrífero, é a maior jazida mineral do sudeste e uma das mais importantes do mundo. No local, os topos e vertentes das serras são formados pelas cangas, tipo peculiar de formação geológica que é essencial para que a água da chuva penetre rapidamente no solo/subsolo, onde está a formação Cauê, que é um sistema de aquíferos profundos, de maior capacidade de armazenamento de água, regulando e mantendo, mesmo na estação sem chuva, o fornecimento de água para os cursos de água. As cangas e a formação Cauê compõem assim o que se denomina Geossistema Ferruginoso, onde o horizonte do minério de ferro é coincidente com o próprio aquífero, o que significa que, ao se extrair o minério de ferro, destrói-se inexorável e irremediavelmente o aquífero. A perda definitiva de mananciais e degradação da qualidade da água (além de outros impactos) não se justifica para a exportação de minério bruto. Isso tudo, associado ao momento atual de colapso hídrico, à queda vertiginosa do preço do minério e a uma postura arrogante das empresas e ao fato da sociedade civil não contar com o Estado – que tem sido financiado e por essa razão, aliado da mineração – torna o problema ainda mais complexo e coloca em risco o presente e o futuro de Minas Gerais, estado considerado a caixa de água do Brasil. Os conflitos se acumulam e cresce, de forma assustadora, o número de comunidades atingidas, assim como o número daquelas em via de serem impactadas pelos diversos mega projetos em curso ou em fase de licenciamento ambiental.

Sobre a organização

O MovSAM foi fundado em 1º de julho de 2008 por pessoas e organizações que já atuavam no enfrentamento à mineração. O motivo da fundação foi a preocupação com os impactos da mineração nas serras e águas. Ao longo do tempo se articulou com outros grupos que surgiram em Minas Gerais, especialmente no Quadrilátero Ferrífero-Aquífero, que atuam nos territórios/municípios alvos do projeto.

Parcerias

- Articulação Popular pelo São Francisco Vivo.

- Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale.

- Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração.

- Comitê Mineiro em Defesa dos Territórios Frente à Mineração.

- Articulação da Bacia do Santo Antônio.

Resultados

A realização de encontros e conversas com moradores e lideranças, a produção de materiais de divulgação, as denúncias, os recolhimentos de depoimentos e a participação em audiências, seminários e outros eventos possibilitaram uma mobilização em torno da importância da água como direito humano em contraponto à destruição dos aquíferos no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais.

Linha de Apoio

Edital Anual

Ano

2015

Valor doado

R$ 40 mil

Duração

12 meses

Temática principal

Direitos socioambientais no âmbito dos megaprojetos

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais