Projetos

Fórum das Juventudes da Grande BH

Juventudes contra o Genocídio: formAção em redes

Minas Gerais

Objetivos e público alvo

Ações de mobilização e formação de jovens para fomentar, apoiar e fortalecer iniciativas protagonizadas por coletivos juvenis da periferia da Grande BH que tenham como foco o enfrentamento ao genocídio da juventude negra, ao racismo e às violências institucionais cometidas contra as juventudes negras e periféricas.

Atividades principais

  • Mobilização e Articulação em Rede
  • Formação Política
  • Produção Colaborativa

Contexto

Após quatro anos do lançamento da Plataforma Política Juventudes contra Violência pelo Fórum das Juventudes, as suas principais pautas continuam pendentes de soluções políticas e sociais. O quadro de violência letal, especialmente entre os jovens negros de 15 a 29 anos, no Brasil, é persistente. Segundo o Atlas da Violência (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada -IPEA; Fórum Brasileiro de Segurança Pública – FBSP, 2018), em 2016, o país chegou a 62.517 homicídios. Desses, 78% decorrentes de intervenções policiais. A população jovem e negra é a principal vítima: entre 2006 e 2016, as taxas de homicídio desses segmentos aumentaram, respectivamente,  23,3% e 23,1%. Em Minas Gerais os municípios de Betim, Vespasiano e Sabará, apresentam as maiores taxas: 65,2, 56,5 e 54,3, respectivamente. Entre as mulheres o cenário também assusta. No mesmo período, verifica-se um aumento de 15,3% de homicídios de mulheres, no Brasil, sendo mais uma vez as mulheres negras as vítimas: para essas o aumento da taxa de homicídios foi de 15,4%, enquanto para as não negras houve queda de 8%. É sabido que esses são resultados da combinação de sucessivas violações de direitos que têm entre os fatores estruturantes o racismo, o machismo, a desigualdade social e a violência institucional praticada pelo Estado, especialmente contra a juventude negra e periférica.

Sobre a organização

O Fórum das Juventudes da Grande BH surgiu em 2004, no contexto da ausência de políticas públicas de juventude na região metropolitana de Belo Horizonte, especialmente em relação ao direito à cidade e ao processo de invisibilização e criminalização das culturas juvenis da periferia. O Fórum é uma rede de entidades, movimentos, grupos e ativistas autônomos/as. Atua em defesa dos direitos juvenis e pela construção de políticas públicas. Realiza ações de formação, mobilização, comunicação e incidência política.

Parcerias

Associação Imagem Comunitária
Brigadas Populares
Internet Sem Fronteiras
Instituto de Promoção e Desenvolvimento Social Tucum
Observatório das Juventudes da UFMG
Oficina de Imagens - Comunicação e Educação
Instituto Macunaíma
Coletivo Na Raça
Coletivo Batalha da Rocha
Coletivo Terra Firme
Coletivo Muda
Coletivo JDA
Coletivo Flores do Beco
Coletivo Nosso Sarau
Coletivo Mega Foco
Acampamento Pátria Livre
Coletivo ReJudes
Coletivo Valores de Minas
Coletivo TransLiterária
Movimento Minas diz Não à Redução da Maioridade Penal
Fórum Permanente do Socioeducativo de Belo Horizonte
Frente Mineira sobre Drogas e Direitos Humanos
Fórum Metropolitano de Educação de Jovens e Adultos (Fórum Metrô)
Fórum Nacional de Democratização da Comunicação
Observatório de Favelas
Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Comunicadores e Comunicadoras
Viração Educomunicação – SP
Diz aí - Enfrentamento ao Extermínio da Juventude Negra
Canal Futura
UNEafro-Brasil
Reaja ou será morto! Reaja ou será morta! - BA
Eu pareço suspeito? - SP
Juventude Marcada Para Viver - RJ

Linha de Apoio

Enfrentando o racismo a partir da base (2018)

Ano

2018

Valor doado

R$ 70 mil

Duração

18 meses

Temática principal

Enfrentamento ao racismo

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais