Projetos

CRIA – Centro de Referência Integral de Adolescentes

A Cidade CRIA – Cenários de Cidadania pelo Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Bahia

Objetivos e público alvo

Mobilizar e articular a sociedade a baiana para o enfrentamento ao tráfico, ao abuso e à exploração sexual e comercial de crianças, adolescentes e jovens por meio da arte-educação.

Atividades principais

  • Formações sobre o enfrentamento ao tráfico de pessoas em duas cidades do interior da Bahia.
  • Apresentação de espetáculo de teatro seguida de debate em escolas e espaços comunitários. 
  • Ações de mobilização em datas marcantes e no Comitê de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas para Fins de Exploração Sexual. 
  • Participação de educadores em reuniões e atividades de comitês estaduais.

Contexto

Jovens e crianças em situação de risco social vivem nas comunidades do Centro Antigo e na periferia de Salvador. São territórios socioeconomicamente vulneráveis, onde a exclusão social e a pobreza extrema têm características específicas e tende a ser negra, feminina, jovem ou idosa. O cenário favorece o abuso e a exploração de crianças, adolescentes e jovens. A realidade enfatiza a necessidade de aprofundar as metodologias participativas e integradoras de intervenção e difusão artística, instrumentos para a afirmação social e cultural das camadas populares.

Sobre a organização

O CRIA atua há vinte anos na implementação de processos voltados para a transformação social por meio da sensibilização pela arte, construção da autoestima e coesão comunitária. A estratégia possibilita a democratização do acesso e também dos processos de criação dos bens culturais, o que empodera os jovens e os faz interlocutores qualificados de temas voltados aos direitos humanos.

Parcerias

Comitês Estaduais de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes e de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas; Rede Ser-tão Brasil; Coletivo “Diga aí, povo do Pelô; Abong Bahia; Rede Latino-Americana de Arte e Transformação Social; Redes de Pontos de Cultura e Pontos de Leitura/Minc; Rede Val Delsa (Firenze/Itália) do Cárt; Comunidade dos Países de Língua Portuguesa; Rede Estadual de Formação e Qualificação em Cultura.

Resultados

O projeto teve como resultado a divulgação de informações a jovens sobre autoproteção para minimizar as situações de vulnerabilidade e para o enfrentamento ao tráfico de pessoas e violência sexual; capacitação para mediar debates pós-espetáculos realizados pelo Cria sobre a temática tráfico de pessoas; fortalecimento das articulações locais entre sociedade civil e poder público para enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes e para o enfrentamento ao tráfico de pessoas para fins de exploração sexual; disseminação de informações sobre o Sistema de Garantia de Direitos de crianças e adolescentes e a metodologia de arte-educação do Cria; aproximação e integração de profissionais ligados aos serviços de educação, saúde, assistência social e conselho tutelar de dois municípios da Bahia para atuarem na promoção dos direitos de crianças e adolescentes de forma articulada; meios de comunicação sensibilizados para divulgar a ação e consequentemente pautar a temática do o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes e o tráfico de pessoas para fins de exploração sexual; disseminação da metodologia de arte-educação do Cria como instrumento de formação e mobilização social por meio de apresentações do espetáculo “Quem me Ensinou a Nadar” em dez comunidades de Salvador e duas cidades do interior do estado; distribuição de exemplares de materiais educativos com informações alusivas ao enfretamento ao tráfico de pessoas e violência sexual contra crianças e adolescentes no capital e interior do estado.

Linha de Apoio

Combate ao Tráfico de Pessoas (2015)

Ano

2015

Valor doado

R$ 46.956,00

Duração

8 meses

Temática principal

Enfrentamento ao tráfico de pessoas e ao trabalho escravo

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais