Projetos

Comissão Pastoral da Terra Alto Xingu

Problemática "Tráfico de pessoas" - Informações e enfrentamento

Pará

Objetivos e público alvo

A proposta do projeto é realizar seminários e encontros para discutir os desafios relacionados ao enfrentamento ao tráfico de pessoas para o trabalho escravo, além de encaminhar denúncias desse tipo de crime às autoridades competentes e oferecer apoio às vítimas. A iniciativa deve envolver professores e alunos do EJA – Educação de Jovens e Adultos nos debates sobre o tema.

 

Atividades principais

  • Realização de reuniões regulares com outras entidades a fim de trabalhar em parceria na questão do trafico humano (criação e manutenção da “rede” e criar banco de dados em conjunto). 
  • Realização de encontros e seminários de formação sobre a temática com a rede criada nas comunidades, acampamentos, assentamentos, grupos de jovens e na periferia.
  • Promoção de um projeto escolar com palestras e trabalhos nas escolas com professores e alunos do EJA (em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação).
  • Elaboração de uma cartilha sobre Tráfico Humano. A produção deverá ser feita juntamente com os alunos participantes.
  • Visitas domiciliares (em parceria com Pastoral da Criança e/ou agentes de saúde) nos grupos mais vulneráveis (periferia da cidade)
  • Recebimento de denúncias de Tráfico Humano no escritório da CPT com encaminhamento para o órgão responsável – acompanhamento da vítima para estes órgãos, acolhimento e apoio da vitima em geral.

Contexto

O crime de tráfico humano movimenta cerca de R$ 32 bilhões de dólares por ano (dados da ONU) e envolve redes criminosas nacionais e internacionais em modalidades como a exploração sexual, exploração laboral (trabalho escravo urbano e no campo), e no tráfico de crianças e adolescentes. Na área de atuação da CPT do Alto Xingu encontram-se, principalmente, casos de tráfico para trabalho escravo no campo e exploração sexual de crianças e adolescentes. Os atuais quadros de desemprego e vulnerabilidade social do local, além do modelo desenvolvimentista de grandes empreendimentos e obras de infraestrutura vem contribuindo para o agravamento dos casos.

Faz parte do compromisso da CPT alertar a sociedade pare esta problemática, denunciar este tipo de crime contra os direitos humanos e acolher e apoiar as vítimas deste trafico.

Sobre a organização

A equipe da CPT do Alto-Xingu foi fundada em 1999 e está ligada à CPT Nacional, convocada pela CNBB (Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil) Embora tendo um caráter ecumênico, sua principal missão é desenvolver junto aos trabalhadores/as da terra um serviço pastoral, sendo suporte para as organizações dos/ as trabalhadores/ as do campo e entidade em defesa dos seus direitos.

 

Parcerias

A CPT –Alto - Xingu está ligada a CPT Nacional, que é um órgão do CNBB, e da Via Campesina.

Resultados

Foram realizados pequenos seminários e visitas a áreas localizadas no interior. Em todas as áreas ocorreram reuniões com as comunidades locais para discutir o tráfico humano e distribuir os materiais informativos. Houve também uma intensificação do trabalho com grupos de jovens e atividades com escolas, como oficinas, concurso de desenhos e poesias e exibição de filme. O projeto possibilitou também a confecção de materiais como camisetas, folhetos, banners e cartazes. Além disso, como encerramento, houve o lançamento da cartilha “De olho no tráfico humano”, com informações e os melhores trabalhos dos alunos que participaram do projeto escolar.

Linha de Apoio

Edital Anual

Ano

2014

Valor doado

R$ 39.882,80

Duração

12 meses

Temática principal

Enfrentamento ao tráfico de pessoas e ao trabalho escravo

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais