Projetos

Cláudia Tavares e Vanessa de Sá

O Jaraguá é Guarani

São Paulo

Objetivos e público alvo

Mostrar os interesses políticos e econômicos por trás do recuo no reconhecimento de área no Jaraguá, em São Paulo, como terra indígena. Investigar leis e possíveis novos projetos de lei para o uso e ocupação do solo nas áreas localizadas no entorno do Parque Estadual do Jaraguá e da Terra Indígena.

 

Atividades principais

  • Realização de entrevistas com lideranças indígenas, especialistas e representantes de órgãos públicos;
  • Leitura de teses acadêmicas;
  • Pesquisas na internet;
  • Visitas à aldeia;
  • Publicação da reportagem.

Contexto

A portaria 683/2017 do Ministério da Justiça anulou o reconhecimento de 532 hectares da Terra Indígena Jaraguá, em São Paulo. Associada ao desmonte da Funai, a medida acirrou o conflito pela posse de terra no entorno do Parque Estadual do Jaraguá, na zona noroeste da capital paulista. É grave a situação dos 700 indígenas da etnia Guarani Mbya que vivem confinados em pequenas aldeias, numa área total de 1,7 hectare. São péssimas as condiçoes sanitárias e há elevado índice de mortalidade infantil. É uma população vítima de racismo ambiental e que enfrenta dificuldades para se inserir no mercado de trabalho. Grande parte do sustento vem de doações. A ocupação do escritório da Presidência da República em São Paulo e das torres de comunicação no Pico do Jaraguá são marcos recentes da luta pelo cumprimento da Constituição de 1988 e da Declaração da ONU sobre os Direitos Indígenas.

Sobre a organização

Vanessa de Sá é uma jornalista que já atuou em veículos como o jornal Folha de S.Paulo, a TV Bandeirantes e o Canal Futura. Tem mais de 18 anos de experiência em edição e concepção de projetos de conteúdo, tendo recebido indicações ao Prêmio Abril de Jornalismo e ao Prêmio Esso. Cláudia Tavares tem mais de 20 anos de experiência em jornalismo ambiental e cultural. Já recebeu vários prêmios, entre eles o Prêmio de Reportagem sobre a Biodiversidade da Mata Atlântica, promovido ela Aliança pela Conservação da Mata Atlântica.

 

 

Resultados

Foram realizadas duas reportagens sobre o conflito na região do Jaraguá.

Linha de Apoio

Jornalismo Investigativo e Direitos Humanos

Ano

2017

Valor doado

R$ 38.900,00

Duração

18 meses

Temática principal

Direitos dos povos indígenas

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais