Projetos

Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos Carmen Bascarán – CDVDH/CB

Encontros comunitários para combate ao tráfico humano

Maranhão

Objetivos e público alvo

  • Contribuir com o combate ao tráfico humano e o trabalho escravo no Maranhão. 
  • Aumentar o alerta social sobre o tráfico humano em todas as suas formas em dois municípios, Açailândia e Santa Luzia, abrangendo os assentamentos da região. 
  • Aumentar a participação e organização social de comunidades vulneráveis.

Atividades principais

  • Preparação de materiais pedagógicos e de divulgação sobre tráfico humano e trabalho escravo.
  • Visitas institucionais em escolas, associações, igrejas, grupos comunitários, organizações e sindicatos.
  • Identificação de 20 líderes comunitários para atuar como multiplicadores.
  • Encontros de formação sobre tráfico humano dirigidos a líderes comunitários.
  • Encontros com as comunidades alvo.
  • Realização de reuniões de planejamento para as ações de multiplicação de informações.
  • Jornadas de mobilização.

Contexto

Segundo a organização, do total de trabalhadores escravizados no Brasil, por volta de 20% são do Maranhão. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, de 1995 a 2013 foram resgatados mais de 43 mil trabalhadores em todo país, sendo que o Maranhão responde por 7,1%. Trinta e três propriedades do estado foram incluídas numa lista de trabalho escravo. Em relação ai tráfico de mulheres, foram identificadas 45 rotas no Maranhão.

Sobre a organização

Desde sua fundação, em 1996, o CDVDH/CB desenvolve em Açailândia e Santa Luzia uma estratégia de intervenção social integrada que inclui prevenção das violações de direitos por meio do repasse de informações e conscientização popular; formação, mobilização e organização social para emancipação e exercício da cidadania das pessoas, famílias e grupos mais vulneráveis. Também faz pressão política e social para erradicação do trabalho escravo e outras violações de direitos.

Parcerias

Comissão Pastoral da Terra; Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo; conselhos municipais e estaduais, entre eles o Conselho Estadual de Direitos Humanos.

Resultados

Foram visitadas dezenas de instituições e houve a conscientização de suas lideranças sobre a importância do debate, do conhecimento e da prevenção em relação ao tráfico humano. Foi realizada também a distribuição de materiais de divulgação. Foram realizados encontros com as comunidades, reuniões com lideranças, jornadas de mobilização e formações comunitárias. A organização considera que os resultados superaram as expectativas em relação ao número de atividades realizadas e ao envolvimento dos participantes.

Linha de Apoio

Combate ao Tráfico de Pessoas (2015)

Ano

2015

Valor doado

R$ 47 mil

Duração

12 meses

Temática principal

Enfrentamento ao tráfico de pessoas e ao trabalho escravo

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais