Projetos

Casa da Mulher Trabalhadora (Camtra)

Vaza malandragem. Do meu corpo e dos meus sonhos, cuido eu! Não à exploração sexual de meninas e mulheres

Rio de Janeiro

Objetivos e público alvo

  • Continuidade e ampliação da campanha que tem o mesmo nome do projeto. 
  • Compartilhamento com meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade de informações sobre a exploração sexual, formas de identificação do aliciamento, meios de denúncias e enfretamento. 
  • Fortalecimento de articulações e redes locais de enfrentamento ao tráfico humano com vistas à exploração sexual de meninas e mulheres.

Atividades principais

  • Revisão e reprodução de materiais informativos e de publicidade.
  • Formação de multiplicadoras.
  • Ações de multiplicação e disseminação de informações.

Contexto

Segundo a organização, o tráfico de mulheres e meninas para exploração sexual envolve não apenas a exploração comercial, mas também de gênero, o que reflete o cenário de desigualdade estrutural da sociedade brasileira. Tal cenário abrange dominações de classe, gênero e raça. A região metropolitana do Rio de Janeiro sofre transformações por causa dos megaempreendimentos e eventos, o que tem acentuado a mercantilização das cidades e a precarização dos serviços públicos. Neste contexto, adolescentes e jovens ficam mais vulneráveis à exploração sexual e outras formas de violência.

Sobre a organização

A Camtra dissemina informações sobre direitos, combate à violência contra a mulher e saúde sexual e reprodutiva. Também investe na formação e engajamento político, em especial das mulheres de baixa renda, trabalhadoras, jovens e lideranças comunitárias e contribui com a organização das mulheres para o acesso aos direitos individuais e coletivos.

Parcerias

Associação Brasileira de Ongs (Abong); Fórum Estadual de Combate à Violência contra as Mulheres do Rio de Janeiro; Frente Nacional contra a Criminalização das Mulheres e pela Legalização do Aborto.

Resultados

O projeto incluiu a distribuição de uma cartilha com orientações; realização de seminário de formação de multiplicadoras; disseminação da campanha em aulas públicas, rodas de conversa, seminários, conferências e eventos como a Marcha das Mulheres Negras; instalação de Barraca de Direitos no Centro Comercial da Saara, na região central do Rio, e no Parque Madureira, zona norte do Rio; distribuição de folders; participações em articulações políticas e atos públicos organizados por movimentos feministas e de mulheres.

Linha de Apoio

Combate ao Tráfico de Pessoas (2015)

Ano

2015

Valor doado

R$ 46.980,00

Duração

12 meses

Temática principal

Enfrentamento ao tráfico de pessoas e ao trabalho escravo

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais