Projetos

Associação das Prostitutas de Minas Gerais

Prostitutas são cidadãs

Minas Gerais

Objetivos e público alvo

Implementar ações políticas, culturais e de acesso à cidade para o enfrentamento às violações dos direitos das mulheres prostitutas no contexto da Copa do Mundo em Belo Horizonte (MG).

Atividades principais

  • Ações políticas, culturais e de inserção da prostituta nos espaços de debates sobre megaeventos, turismo e cultura, atentando ainda discussões sobre os impactos em seu trabalho e moradia.
  • Curso de recepção, idiomas, história da cidade e cultura, esportes, direitos e serviços públicos.
  • Realização de eventos de incidência política (Putadei Minas e Dia Sem Preconceito, PutaFestivais) e espaços de debates para construção de atividades e consolidação de seus resultados.

Contexto

O bairro central de Belo Horizonte concentra mais de quatro mil prostitutas que fazem desta região área de trabalho e residência.  O local tem enfrentado uma violenta higienização estatal, que não respeita a relação histórica do bairro com seus atores. A realização da Copa do Mundo intensifica esse quadro e ameaça excluir as prostitutas dessa área, mesmo com a resistência organizada dessas profissionais na luta por direitos. Novas obras, alterações na estrutura do bairro, nos transportes e aumento de medidas restritivas e de repressão tem alterado o cotidiano nesses locais, resultando em impactos que comprometem os direitos humanos e não garantem moradia, acesso a equipamentos sociais e serviços básicos.

Sobre a organização

Fundada em 2009, a Associação das Prostitutas de Minas Gerais atua na inclusão das prostitutas por meio da qualificação e capacitação para melhor atendimento aos clientes. Realiza ações de intervenção social e de incidência política junto a sociedade civil de Minas.

Parcerias

Rede Brasileira de Prostitutas.

Resultados

Foram realizadas ações políticas, culturais e de inserção da prostituta ems espaços de debates sobre megaeventos, turismo e cultura. Entre as ações estão o concurso Miss Prostituta, inserido no Dia Nacional Sem Preconceito; a participação na Virada Cultural de Belo Horizonte, intervenções na rua dos Gauicurus, tradicional região de prostituição, como apitaço e exposição de fotos; rodas de conversa.

Linha de Apoio

Megaeventos Esportivos (2014)

Ano

2014

Valor doado

R$ 30 mil

Duração

12 meses

Temática principal

Direito a cidades justas e sustentáveis

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais